quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Hoje sonhei com você
Me desculpe não ter avisado
Mas um sonho simplesmente acontece
Assim, como aconteceu nós dois
Hoje pude te abraçar e te beijar
Sem pressa e sem pudor
Nossos braços e lábios se tocavam
Saudosos e cheios de amor

Hoje acordei nostálgica de você
Tudo bem - é verdade - nosso corpo nunca se encontrou
Nosso cheiro nunca se misturou
Me desculpe não ter ainda arriscado
Mas paixão que acontece assim
É sempre bom ter cuidado

Hoje pela manhã a realidade me chamou
Retirando de mim esse sonho de amor
Agora você é figura, é desenho
Uma forma luminosa que me toca
Como um raio de Sol
Agora você é sinal
É certeza de que me apaixonei de verdade
É marca, é rastro
Agora você é parte de minha felicidade.


[O amor é brega - Fato]

Indy P. Farias




3 comentários:

Taian disse...

Se não for brega não é amor.

Rafiki disse...

Já eu acho que não deve haver cautela na paixão, deixe que o fogo queime e transforme em cinzas. Então virá o milagre das cinzas e renascerá alguma coisa, quem sabe de uma magia ancestral.

Não não, o amor não é brega pra mim, os jovens é que são de outro tempo.
O amor é de um tempo diferente desse, há muito tempo, na morada das flores, eu vi o amor nascer pra humanidade.

Nony disse...

Concordo com Tai...
Como dizia o poeta "Todas as cartas de amor são ridículas, não seriam ridículas se não fossem cartas de amor"